sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Um exercício de imaginação


Saio de madrugada
Chego no pier do cais
Olho , o mar revolto
Ao longe ainda consigo observar o passadiço
Ela com aquela blusa amarela, jeans azul
Seus olhos misturam-se à cor do mar
De um verde profundo
Cansado
Ponho as mãos no bolso, sinto o colar em minhas mãos
Ao toca-lo sinto sua presença
Mesmo a distância aumentando
Apego-me ao pouco que sobrou
Não as contas do colar, mas de tantas histórias
A intensidade que ela vivia
A alegria da vida
Resignação é meu sentimento
Por ela trilhar o caminho por ela escolhido
Um sorriso ainda consigo
As lembranças vão embora junto com a imagem do navio
Chuva cai, fina e fria
Um último apito
Hora de continuar
Sigo meus passos em retorno
Que nunca serão mais os mesmos

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Conversa com meu amigo Dakota






Reminiscências de tempos passados
Raramente nos permitimos a uma ligação sem motivo
Simplesmente para conversar

Amigo de infância, escola, faculdade, lutas nas entidades estudantis
Morávamos juntos em casas, apartamentos , loucuras inconfessáveis até hoje


É bom ouvi-lo, sempre disposto, pronto para novas epopeias,
Por mais, que a vida tenha lhe mostrado a face real, do difícil, o impossível
Ainda és vencedor, luta , sonha , luta , sonha

Meu amigo, conseguistes muito mais do que imaginavas com seus sonhos
Já que reclamastes que errastes em alguns momentos
Quem não erra ?
Tudo bem ...
Tua empolgação era estonteante e envolvente
Nos levavam de fábricas de linguiça à escavação de ouro.

Te diria mais amigo !
Conseguistes manter os sonhos, inacabados, imperfeitos talvez
Mas ao ouvi-lo hoje , sinto que em nada mudou
Teus sonhos são parte de um tempo que nunca se acaba
Vives até hoje com a mesma vontade , de quando , sentávamos
em praças, bares, e planejávamos o próximo negócio.
Não tens ideia, mas tua vontade de viver, me fez reflectir um pouco mais
Que sonhar é necessário, é vital.

Erramos e daí !
Viemos ao mundo para que?
Só para acertos?
Se assim fosse, não haveria futuro muito menos sonhos.
Sonhemos , tu és a demonstração de que é possível viver assim.

Do seu amigo
Juquita

domingo, 25 de janeiro de 2009

Os Homens dos Não




Nós não poderíamos ser tão simples, temos que criar no caminho tantos complicadores possíveis, não aceitar a maioria das coisas apenas para contradizer, começamos desde cedo, nos auto afirmando com a negação, como se isso nos desse poder, o poder do não.

As consequências que se explodam, não é nossa responsabilidade cabe-nos o não, o resto não assumimos, e assim vamos a vida toda, deixando pessoas em pavorosa, lá vem ele, o homem do não, se o tratar-mos bem vai achar que não queremos ser honestos, se o tratar-mos normal vai achar que é só mais um, as pessoas esforçam em lidar com pessoas do não .

Da onde eles vem, a onde eles vão, com tantos não a distribuir, com uma facilidade que nos deixa perplexos, qual a finalidade nos perguntamos, são tantas teorias, são tantas conversas, e já , dizem que existem escolas preparatórias aos homens dos não , com vestibular e tudo, dizem que é muito difícil ingressar, e se formando grandes corporações os contratam para trabalhar no sector de recursos humanos, custos, todas as áreas que precisam de não. São PHD em alguma coisa, títulos de mestres , mas hábeis com a palavra , e principalmente com o não.

Enfim uma elite se forma nas grandes corporações, muito bem remuneradas.

Tudo correto então, não, o não está parando a economia, porque o não é burro, ele é a decisão mais fácil a se tomar em uma corporação, é a frase do PODER, mas não a frase que faz acontecer, que agrega, motiva, e por aí a fora.

Então nós pequenos trabalhadores, ficamos a ouvir nos corredores, que estão criando reciclagem pra os Homens do Não, vão ter que reaprender o sim, o talvez, o vamos nessa, estamos juntos, e sem querer ser fofoqueiro, poucos, passarão pela reciclagem, parece que esse negócio de não
não se consegue reciclar, vamos ver o que vai dar, no final, com não , sim, ou talvez, é o salário deles que aumenta neh....

Formatura de alguem especial

Tudo começou com uma conversa de MSN
Sem pretensões
A cada dia o conhecimento de ambos aumenta
A confiança também
Diferenças à parte , neste momento não importam
São tantas que nem é melhor enumerá-las, serveriam de risos
O tempo passo
As conversas, as confidências

Risos muitos risos
Do nada, a criança se torna adulta, o adulto se torna criança
Nada é impossível
Confissões de amores à pessoas reais, que a transformam
E os dois ali permanecem apesar de tudo

Vejo uma foto toda linda de vestido rosa
Um botão a desabrochar
Não tem a mínima ideia do seu valor e da sua raridade
Olhos azuis a brilhar para o mundo

Uma noite como ela diz quase perfeita
No aconchego da sua cama, seus olhos se fecham
Lembra da frase falada duas vezes, e também que apesar do nervosismo
a leitura se acaba, missão cumprida.
Mais uma etapa amiga

Assim vai ser tua vida, etapas, desafios,
E você há de vencê-los um a um, com a inocência do teu olhar
Com a determinação que tens em não errar

E a cada dia descobre a grande mulher que há dentro de ti
Que a muito tempo , teu amigo, enxergou, e vem a repetir, e que não mais o fará
Porque ela se achou
A vida vai mudar minina, você mudou, seja feliz, e realize todos seus sonhos

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Se fosse falar a verdade


Quantas verdades eu aguentaria escrever?
Poucas, porque não resistiria às consequências

Verdades doces
:

Eu gosto de sorvete
Queria um Jaguar
Amo jeans
A minha casa por mim seria azul
Eu só andaria com as janelas escancaradas do carro
As musicas seriam as que eu gosto......
Seus olhos verdes são lindos
Amo moto
Amo velocidade

Verdades Amargas
Não fui no enterro do meu primo, da avó
Definitivamente não gosto de avelã
O Edeclairton era egocentrista
O Sebastião Ribas pensou que era Deus
Eu também em algum momento me achava Deus
A Caixa como corporação é hipócrita, ainda premeiam a incompetência
Eu me acabei criando as bases do PT, e o que aconteceu quase nada
Definitivamente computador é burro

Verdades Duras

Te enxerga !!!!!!!!
Sou somente sua amiga
Eu pensei em nós, mas não vai dar .... Tomaaaaaaaa kkkk
A vaga já foi preenchida pelo outro, mas , vai tentando
Já viu nossa diferença de idade ?
Você é tudo, mas , não vai dar
Te respeito pela tua inteligência, mas não consigo casar com ela
Você é bonito, mas.... devia perder uns quilos
Quem lhe dá o direito de aconselhar, que exemplo é você?
Queres tudu e eu?
Ti falta coragem isso sim



Verdades doces, amargas, duras, fazem parte da vida, o difícil é
enumera-las, vão ficando cada vez mais complicadas, um exercício para poucos, ainda
chego la ehieihehiehi

Não aprendi a amar


Frase feita sob medida
Para quem não sabe realmente o que quer dizer
Aprendida da forma errada
Nunca dita com a devida humildade
Ao dizermos que não sabemos amar
Negamos a vida
Negamos nossa existência
Porque amar é doar é a entrega definitiva !

Aprender como?
A vida não me ensinou
Tantas perguntas mal respondidas

Ser mais humilde ?
Fazer tudo ?
Não Ser, e sim, Ser o outro ?
Não ter vida?
Ser ciumento?
Não empolgar-se?
Não deixar a pessoa amada crescer?
Pode amar demais? Sufoca ?
Ou nunca se ama demais?
Fazer tipo ?
Ser difícil?
Dar um tempo?
Dizer não, querendo dizer sim
Não demonstrar demais, ficar na minha?
Não ceder primeiro ?
Aguardar o outro ?
Não pensar no futuro?
Não ficar eternamente contente com sua presença?
Filhos, nunca falar?
Nunca discutir?


Definitivamente não aprendi amar
Quebro todas as regras
Não consigo segui-las
Entrego-me de corpo , alma e emoção
Amo demais , não tenho medida
Sufoco com tanta demonstração e alegria
Presentes, flores, surpresas
Chuto convenções
Quero gritar, quero voar, quero beijar
Todos saibam que eu amo
Cada momento é especial
A saudade existe , doe, mas existe, e por existir é especial
Seu cheiro não sai do meu ser
Impregna em minha alma
Sorrio o tempo todo, que tolo
Vejo ela na minha frente, cresça, destaque-se , realize-se
Sou o primeiro a dizer sim
Não tenho medo, eu cedo primeiro, por inteiro .....

Amar não é isso?
Acho que não ...

É em demasia a demonstração de carinho, alegria e amor
É demais para nosso mundo

E o pior ...
Em 52 anos, continuo o mesmo
Eu não aprendi a amar ...
Entrego-me
Não consigo mudar .....

AMIGA


Amiga,
Por mais que tu venha achar o contrário motivada pelas minhas atitudes, tu és AMIGA,
Por mais que eu fale e viaje em nossos longos papos, tu és AMIGA,
Então, não se atenha a detalhes falados, sempre te admirei como pessoa e como mulher, e não poderia ser diferente és uma mulher bela, mas lógico, sei das nossas diferenças, mais do que você imagina, mas não vou me martirizar por isso, não tem como, apenas posso conviver da melhor forma possível, em minha idade já não me deixo levar por sensações de me sentir coitado, de pena, não sou assim.
Sou apenas um ser humano , que tem por você algo que vai alem de uma simples amizade,
Se esse algo te deixa afastada , isso sim me perturba,
Recordo-me de suas palavras , "fernando você fala demais", sim falo, concordo com você, mas Amiga, se faço isso é para corteja-la como um bom amigo, disso não passará, e isso não é força-la a nada, não é criar situação, apenas o fui criado e formado assim, sempre que ele encontra alguém, mesmo amiga que seja "especial", ele a trata como princesa, mas, nesta minha vida poucas pessoas perceberam, e na real muitas lindas amizades acabaram, e pelo que eu noto de novo se repete, sempre pelo mesmo motivo.

Não lhe peço nada, talvez faça o que eu sempre faço, me afasto educadamente, subtilmente, com carinho, porque até no meu afastar, gosto de ser gentil.

As vezes me canso de ser o amigo especial, o escondido, o imostrável, sabe, isso realmente me incomoda, como ser especial se não nos podemos se mostrar, interessante , mas , vamos respeitar as vontades, como sempre respeito;

E concluo, se um dia algo acontecer, não vai ser nossas diferenças que evitarão, nada evitará, tenho certeza disso.

De quem te gosta, e não consegue realmente se expressar

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Noites escuras


Ha anos não vivencio uma noite tão estranha
Começando no entardecer
A paura de actos não cometidos, acometem com intensidade nunca vista
Movimentos rápidos, imprensados, totalmente fora da razão
O imaginário confunde-se com o real, tomando formas, geitos, trageitos, sons, imagens
Fujo de imediato , como se o acelar do carro não me trouxessem tais fantasmas

Kilometros percorridos, cidades passadas, talvez já possa parar
Olho para os lados, atrás nada vejo
Sempre as mesmas coisas, nada diferente
Do que fujo
De novo não, novas reflexões, não mereço
Prefiro a isso, ligar o carro e voltar á estrada
Não importa o caminho
Nem para onde vou
Musica alta impede de pensar
Noite adentro, kilômetros percorridos
Nova trento, tijucas, porto belo, são jose, quem sabe
Velocidade
Não á espaços ,nem cantos
Pessoas não se falam
Seguir caminhos
Fuga sem volta
Medos vazios

sábado, 17 de janeiro de 2009

Sofrimento


Quem nos lê , deves imaginar que depressão
Sofrimentos, dores
Talvez não seja bem assim
Falar sobre sofrimentos, dores, perdas, é muito mais fácil
O sofrimento nos deixa muito mais sensíveis
Nos tornamos mais próximos de nosso eu
Momentos de interiorização, questionamentos
Por isso, as palavras vêem com facilidade e emoção
Podem não ser entendidas
Mas são as verdades de nós mesmos
Picos de emoção
Nos fazem sentir melhor, ao lê-las percorremos os caminhos que as criaram
Somos observadores de nós mesmos
Profundas reflexões
Aprender ou reaprender
Ou
Apenas seguimos novamente ....

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Momento definitivo


As horas passam, minutos e segundos
Esperamos o determinado
Inevitável
Concluso

A impaciência a ansiedade cedem caminho à calma
Forças para evitar o inevitável, já não existem mais
A raiva do não poder cede à razão

Sentimentos esvaem-se, evaporam-se neste entardecer
O saber dos eventos nos preparam
Absortos à espera

Uma confirmação do porvir
Nos fazem estar a escrever
Olhares, risos .....
Lembranças se tornarão

Opções oferecidas não podemos aceitar
A vida já não nos permite regatear com nós mesmos
Queremos a exuberância de muitos momentos
Aventurar-mos na existência plena do ser completo

Abrimos mão do que não temos,
Evitamos prolongar o inevitável
Vivamos esse momento defitivo






quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Desaprender

Tantos
livros lidos
conversas e discussões
estudos
conferências
experiência

E a dado momento nos tornamos puros
Puros em nada saber
Desaprendemos ?
Ou a felicidade do querer, ou do poder
nos deixa cegos ?
Seguimos instintos, que não nos permite pensar

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

A princesa e o sapo



Nós sapos, escutamos com facilidade, as mulheres nos cobrando "complica demais';
Repetem infindáveis vezes ,
Nos convençem somos sapos complexos e chatos,
Complicamos demais,
Ficamos orgulhosos de nossa complexidade perante as mulheres, afinal, para complicar coisas simples realmente precisamos ter capacidade para tal, em alguma coisa nós sapos somos melhores que os príncipes da vida.
Afinal eles não querem mulheres pensando, e sim beijando etc...............

Passado algum tempo, vimos a pensar e analisar, complexo nós sapos ?
Quem nos fala, mulheres !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Mulheres ? .....
Choram ao não saber escolher a roupa para sair ;
Reclamam do telefonema não recebido e fazem desdenho dos telefones recebidos;

Querem um grande amor, desde que, seja o príncipe encantado , lindo, maravilhoso, bem de vida com seu carro branco possante e apaixonado , e ao mesmo tempo um bad boy;

Saem com príncipes de uma noite só, e voltam sempre com a esperança que haja o dia seguinte, e nunca há, e novas promessas feitas de nunca mais acontecer, e um simples telefonema lá vão elas novamente para a batalha perdida, mas nunca aprendida.

Reclamam de falta de atenção ou quando tem, que não as deixam em paz;

E os sapos da vida ? Não sabendo o que fazer, tornam-se fiéis companheiros, amigos e escudeiros das donzelas abandonadas.

Assistem essa maratona de egoísmos, choros, alegrias, consolos

Os príncipes continuam a pegar todas, a criar esperanças , a tirar suspiros

Os sapos sempre na sobra do que o príncipe descarta
e como toda história , tem um final feliz

A princesa fica com o sapo e o príncipe nunca mais voltou
E viveram felizes para todo sempre, (se o príncipe não telefonar)

sábado, 10 de janeiro de 2009

Somos o que desejamos

Desejos íntimos
Sonhos inconfessáveis

Quem não os têm ?
Quem não os viveu em algum momento...


Nos perguntamos ?
O será que nos leva a viver tantas emoções inconfessáveis,
e onde buscamos a razão de SER como todos.

Nossos desejos deveriam estar circunscritos a limites determinados,
viveríamos tranquilos , protegidos com cercas imaginárias.

Socialmente aceitos diríamos, sabedores dos caminhos a percorrer.

Não teríamos a sensação do lugar errado, hora errada, dor no peito, respiração pesada,
latejar de nosso sangue, sensibilidade à flor da pele, e mais tarde cansados.


Desejos que nos fazem viver sob intensa convulsão
Explosão
Confusão

Paixão









Consciência

Vivo vidas
Vidas que não vivo
Sou aquele que está a esperar
Sempre a palavra certa no momento certo
Sonhos e vontades alheias
Nunca aceito
O fim do túnel
Minha vida

O lado B

Todos os lados B da vida são obscuros
Pelo menos é o que se pensa
Por incrível que pareça
Meu lado B, é feliz
Aventureiro
Totalmente irresponsável em algumas coisas
Ousado
Romântico
Criança
Patético, tolo
Insistente
Birrento
Sensível
Quantos adjectivos
Tento de todas as formas, me dar ao direito de ser o lado A
Mas descubro que a escolha não é minha
É das pessoas com quem me relaciono
E como faze-las me verem como Lado A
Ainda não sei
Postura talvez?
Nâo aceitar o B
Preferir o silencio total, do que eventuais lembranças
Arriscar-se o poco que se tem
Vou caminhando inexoravelmente a isso
Espero poder me tornar o Lado A, sem perder o que tenho no Lado B

Mundo Novo

Sentíamos tão fortes
Confiantes
Donos de si mesmos
Caminhos traçados
Arrependimentos , erros nunca mais
Certezas, certezas certezas
A vida nos dava o ritmo
Caminhávamos tranquilos, sabedores por onde andávamos
Como o som da água no riacho tranquilo, em alguma montanha distante
Reflectindo o sol, peixes a nadar, calmaria e tranquilidade
A lua reflectida nas águas
Donos de nós mesmos
Lá longe algumas nuvens se formam
Negras, densas
Não percebemos , talvez por não olhar o céu
Talvez por estarmos tão bem
Vento sopra, cada vez mais forte
Árvores dobram
Ruídos que não consigamos entender
Nossa face se contrai com a força do vento
Não autorizamos, não queríamos, da onde veio
Quem é o responsável
Nosso controle sobre tudo e todos
Desabam sonhos e realidades
Redemoinhos nos levam
Perdemos os sentidos, envoltos em um lufar de sensações
Fechamos os olhos, não conseguimos mais controlar
Somos levados , para longe muito longe
Acordamos , doloridos
Onde estamos ?
Estranho, não lembramos mais , a onde estão todos ?
Nada no lugar !
Nem pessoas nem coisas
Mundo novo
Tacteamos como criança
Sensações que já eram meras lembranças
Cheiros que nos trazem prazer e não lembranças
Olhos que vêem o colorido da vida
Tantas cores, movimento
Não controlamos mais
A simplicidade começa a se apoderar
Mãos dadas
Toques
O prazer do inesperado
Dores, choros, não nos deprimem mais
Conversas que falam da vida
Sinceridades
Vontades não satisfeitas também
A suavidade da negação
Aceitamos
Não controlamos mais
Vivemos

domingo, 4 de janeiro de 2009

Conversas íntimas

Acho que você precisa aprender sobre o que acontece quando o tempo passa...
e o que fazer com o que resta, ?

Sim é o tempo
Pois é
Sim o que fazer
estou tentando lidar com tudo isso
Nós já te demos uma deixa: faça faculdade
Estou pensando seriamente
É um começo já

Ou liberto-me ou acabo-me
sei que devo fazer algo
Então... tome atitude... mas atitude pensada, correta e sadia
essa por exemplo é uma atitude sadia para se tomar
Filha não é fácil saber o que fazer com uma vida totalmente estranha a mim
estou de cara com ela
não eh fácil !
vida que não conheci
É porque você foi se deixando carregar, arrastar
e não viveu o que te foi dado
agora q você acordou, é um baque
mas trate de se entender com sua vida, e se acostumar com ela
pra poder viver tudo q ainda vem
e entender o q ta acontecendo e como se vive
Sabe não é sentimento de comiseração não, é espanto , isso sim,
Eu sei
você estava dormindo...
tipo em coma
aí quando o mundo caiu em volta, você acordou
Só que acordei com 52 anos
e é um tanto complicado acordar com o mundo destruído ao seu redor
ter q aprender a viver no meio do nada
52 anos... o contrario da minha idade. = tudo tem motivo, tempo e porque.
não se engane, não é o acaso.
Tenho a mim, e meus eus, que viveram
eus que criaram, construiram, realizaram
agora reconstruir, recomeçar, são verbos estranhos que nunca conjuguei
estou pasmo como não sei lidar com tudo e com todos
as mais simples coisas se tornam complexas
sou um ser humano, assustado com o mundo
e não quer crescer
E sei que cresci, agora posso, só preciso aprender lidar com isso

Filha viva tua vida cada dia, não deixe acontecer o que aconteceu comigo
boa noite

Vida injusta ?


Ao ritmo de uma música, uma balada
Mente livre para voar e aqui escrever
Palavras soltas
Frases que não sei exactamente o que vem expressar
Sentimentos escritos

O tempo que se foi , que não percebemos
Agora sofremos
Dilacerando o peito
Dores impossíveis de descreve-las
Esqueçamos tudo, só sentimos
Há um prazer mórbido, de querer
Sensações que esmagam
E outras tantas que jamais saberemos
Perda
Perda
Perda do que não tivemos
Raiva de não poder retornar, de não poder mudar
Alegria ao enganar-mos
Triste ilusões
A realidade , a realidade nos trás o presente
O presente nos pune pelo passado
Estrada do tempo sem saída
Imaginar que jamais , em tempo algum
Teremos de novo
Nos faz pensar
Vida injusta ?
Agora podemos e não temos mais tempo
O tempo se foi, nos deixou aqui sentados
Nos resta um pouco de forças a caminhar
E já não posso , não devo, não consigo
Desbravar novos caminhos
E me entregar ao deleite da conquista
Devo aguardar o tempo, ele passou
Assim nos é cobrado um alto preço
Pela vida que não conseguimos viver

Não consigo mais

NÃO CONSEGUIMOS MAIS
TENTAMOS
REATAMOS, TENTAMOS, E VOLTAMOS
NADA É EXPLICADO
INTENSO , PALAVRAS MAIS PALAVRAS
RISCOS NO CURSOR
NADA SE ESCREVE , NADA SE LÊ
LETRAS A PULSAR NO TEXTO
INCOMPREENSÕES
VONTADES NÃO CUMPRIDAS
DEIXE-ME SER
NÃO DEIXE
RISCOS, MAIS RISCOS E RABISCOS
INCOMPREENSÕES
FALTA DE LINHAS, E PALAVRAS OU EXCESSO
NADA CONSEGUE SER DESCRITO
CONFUSO CONFUSO

Raros momentos raros

HÁ MOMENTOS DE RAROS DESPRAZER , EM QUE SENTIMOS QUE NADA EXISTE
HÃ MOMENTOS DE RAROS PRAZER, EM QUE SENTIMOS QUE TUDO EXISTE
ENTÃO EXISTÊNCIA DEPENDE DOS RAROS MOMENTOS
ENTÃO MOMENTOS É VIDA
VIVA MOMENTOS

Agua a jorrar

VIVO A VIDA COMO UMA IMENSA MASSA DE AGUA À JORRAR
PINGOS CAEM SEM ROTEIRO
A ESMO SE VÃO
O ACASO DECIDE
ESSA É A VIDA