domingo, 15 de fevereiro de 2009

Eu queria um poema só para mim .....


Para que pedir
Tu és um poema
Escrito ao longo do tempo

Linhas bem escritas
Palavras não escolhidas ao acaso
Tempo certo

És a vontade, vida e força

Poderia eu com minha simplicidade nas letras
Transmitir o que tu és ?
Admito não conseguirei nunca
Lhe disse a dificuldade da realidade
Palavras me faltam

Não consegui em tempo algum, vê-la , senti-la como mereces
E agora com o vazio tomando-me
Palavras, palavras me faltam

Um poema de realidade
Que não te absorva na irrealidade dos meus dias

Poema de simplicidade és
Viva a merecida realidade
E saibas que nada deixou a fazer
Fizestes uma vida
O sopro de vida que destes a quem não tenha merecido
Fazendo-o renascer das cinzas

Destes vida , agora a recebe
Viva simplesmente viva