terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

O desafio do não querer






O "não querer" exige de nós muito mais esforço do que o "querer"
O efeito é o mesmo que qualquer droga
Cria dependência
Temos recaídas
Crises de abstinência


O mais complicado quando se compara a uma droga
É que não podemos com dinheiro resolver comprando em qualquer esquina
Não está a venda , não existe similar
Nem clínicas de recuperação

O que mais temos a disposição de ajuda, são sessões de análise intermináveis
Que na maioria das vezes nos confundem ainda mais
Neste momento, o que menos precisamos é nos conhecer profundamente
Precisamos conhecer outrem,
Que na medida do possível venha tentar substituir

A única maneira que nos parece plausível à vencer essa crise de abstinência
É o encontro de alguém que sabemos não substituirá , porque somos únicos
Humanos que somos, iremos identificar inicialmente pontos que nos lembrem
Que nos de prazer
E havendo conexão, iremos perceber quão única esta nova pessoa será

Bonito isso, simples, perfeito
Mas não é assim, é muito mais sofrido
Nem sempre essa pessoa, lembra a outra
Passamos a procurar , uma busca dolorida de encontros e desencontros
Ô droga que me vicia