quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Poema sem rima


Palavras do nada
Esperas
Gritos sem eco

Céu azul
Estrada sem rumo
Paixão infinita

Mar sereno
Barco a deriva
Amor fugaz

Vento a soprar
Céu azul
Tempestade tardia