quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Espelhos distorcidos


Dia cansativo, e que não poderia reclamar, foi ótimo , bons negócios, tranquilo, enfim, mais um dia
A sensação que ontem ao anoitecer já sentia, continua a mesma, explorar tal fato talvez seja mais tempo perdido.

Tenho alguns minutos, enquanto espero não sei exatamente o que.

Confuso a ideia de que a imagem não corresponde ao meu ser, somos ou parecemos ser, esta é a questão.
Já sentiste o absurdo de ouvir alguma observação relativo aos seus atos, que definitivamente não corresponde à verdade,  e não coaduna com que pensas , e nos é jogada como se assim procedesse.

Estranha irrealidade,  vives convicto de suas ações, que são transformadas entre o ato e o conhecimento de outrem, me lembra a infância em salas de espelhos, que refletiam imagens distorcidas, que eram motivo de risadas, afinal sabíamos que não éramos assim.

A surpresa fica por conta, de estarmos refletindo imagens disformes sem nosso conhecimento ou percepção, qual falha em nossos sentidos provoca esta falha, será comportamental ?

Para concluir esta desiludida explanação, acho que de alguma forma, inconscientemente desejamos refletir nosso melhor, e exatamente neste momento pecamos, pois, só olhos perspicazes ou bondosos, conseguem transpor a imagem refletida e contemplar o ser em sua totalidade.
.