terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Acaso

DSC02884a

Quando jovem nada entendia

Hoje , continuo não entender

Para alguns é naturalmente fácil

Em sonhos eu era o que imaginava

A complexidade de ações que fugiam do cotidiano, sempre foram vistas como desafios , que inevitavelmente seriam vencidos, questão de tempo e competência.

E assim acontecia

No mais, o abismo entre a ação e o imaginário , era instransponível

Só o acaso me levou ao outro lado,e possibilitando sentir que a entrega é extasiante, não há pensamento lógico só reação.

A plenitude do sentir substitui toda e qualquer outra vontade, e o tempo se desfaz em pequenos pedaços , que absorvidos com relutância, ante ao medo do fim.

Hoje entrego-me ao acaso, tentativa necessária à falta do entendimento, não há mais necessidade de compreender , deixo a vida levar.

"Navegar é preciso; viver não é preciso".  (F. Pessoa)

sábado, 21 de janeiro de 2012

Frases II

 

De que adianta promessas de fim de ano, se nem bem começa o ano, e precisamos de certo esforço para lembrar quais foram.

Como é difícil ter vontades próprias , acho que estava desacostumado, no inicio parece egoísmo. Quem sabe eu me acostume com a sensação.

A inquietude deveria ter prazo de validade.

Não sei se sou inteligente, sábio ou tolo, não mesmo !
Só sei que sou inquieto com a vida.

Aprendi a respeitar minhas vontades, não que o mundo deva girar à minha volta, mas , pelo menos faço por merecer cada giro.

A idade me traria a maturidade e tantos outros adjetivos relacionados, e estou eu a ter devaneios, divirto-me com as peripécias que me proporciono. Sinto-me vivo e inquieto, não me satisfaço, hilário este poder, de ser, simplesmente ser, e acreditar  que tudo é possível.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Relutante ainda

 

IMG_1549

Transfiguração de corpo, espaço e tempo

Minutos de eternidade

Paisagem sonhada

Fuga é a opção,  à espiar o impossível

 

Realidade que devora minhas inquietudes, e mansamente apropria minhas aspirações

Que me dizvem por aqui’

Relutante ainda

Apoio-me na covardia da indecisão,

à  ‘ir por aí’

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A imaginação o levará a mistérios sonhados

 

por sol-nascente-na-praia_

Há musicas com toque de seda

Pensamentos e imagens fluem

Transformando a realidade em doces sonhos

Instante que há ligação entre o lógico e alma

Flutuo em ondas

Fantástico entardecer do deserto

À brisa úmida e quente na beira mar

Ousando dançar nas alturas, movimentos únicos, universo cumplice do momento

O impossível está disponível

Flutue em notas musicais , aproprie-se das possibilidades, e entregue-se ao magico

A imaginação o levará a mistérios sonhados.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Sistema–Egoísmo coletivo

rappers

Dia de trabalho, TV ligada, clips musicais

Hoje foi o dia dos Rappers

A batida forte, faz com que o trabalho rendesse, as letras infelizmente não podia traduzir, mas a entonação e a batida é interessante.

Apresentaram a historia do Rapper Tupac Amaru Shakurque, que morreu baleado, e independente do comportamento por ele assumido, notei a indignação nestas manifestações artísticas, tendo como principais temas a pobreza, educação, sexo , drogas, violência e o Sistema.

Recordo-me da entrevista, na parte em que ele tentava explicar o seu comportamento, e de certa forma concordo, é impossível exigir bom comportamento do jovem, pois, não teve acesso na infância a boa educação, morando em guetos , ao lado da violência, mas não vou entrar no mérito, apenas destaco a frase dita por ele  ‘ O negro ou branco pobre, quer também segurança ‘.

E estamos falando dos EUA, maior economia mundial, em nada se altera em comparação às nossas favelas, vemos a internacionalização da pobreza, os excluídos do sistema sofrem independente da nacionalidade.

Rappers, cantantes,poetas e tantos outros no passado , já se manifestaram indignados, mas, o tal sistema, parece carecer de fraquezas, resistiu a tudo e a todos, sem precisar ir longe no passado, vemos claramente  no Império Romano, passando por reinados, democracias e comunismo.

O sistema está diretamente ligado ao ser humano, acompanha a humanidade desde os primórdios, é a desculpa para validar o egoísmo coletivo.

 

.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O mar e o rochedo


Vi o rochedo, entrecortado pela força d'água
Espuma adocicada lambia-lhe as costas
Borbulhava num arfar harmônico
Abnegação de quem não desiste
Milênios passaram
num
Vai e vem de vontades

domingo, 1 de janeiro de 2012

Maluco ?

 

Se fui maluco, perguntaram-me

Isso é pergunta que se faça , a um senhor da minha idade

‘Sim, porque não? ‘

Primeiro, tive que dedicar alguns segundos, relacionando minha vida com a definição do que é maluco :

Alguém que não segue o óbvio ?

Vive nas drogas ?

O que tem ideia do que é real ou imaginário?

E quem sabe, como escutei numa visita que fiz num templo, em que as pessoas, se intitulavam malucos por ‘Jesus’.

Acredito que apesar de tantas peripécias na juventude e na meia idade, nada do que fiz de ‘loucura’, tenha sido tão maluco, quanto ao fato de me indignar à época contra o sistema, acreditar e posicionar politicamente contra toda a estrutura politica, policial que existia.

Sim , era maluco, não pelas atitudes, mas pela crença que poderia mudar o mundo, hoje recordando vejo quanto nos afastamos de ideais, podemos culpar o sistema, a rotina, e tantas outras balelas, que não passam de desculpas esfarrapadas.

A preocupação com o bem estar do próximo, mesmo que tão distante, fazia com que a satisfação ao final do dia ser completa, não era a moda de ‘rebeldes sem causa’, tínhamos a convicção que ao protestar mudaríamos o mundo, mesmo que nossas vestimentas nos identificassem com facilidade, cabelo comprido, bolsas a tiracolo de couro, palavras de ordem, reuniões intermináveis, UNE, Jornais alternativos ‘VOZ DA UNIDADE’, ’MOVIMENTO’, companheiros ,   e canções na ponta da língua :

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer   …  Geraldo Vandré

Sim, éramos malucos e não sabíamos

.

É a Graça da Vida

image

O tempo certo, existirá em algum lugar

O lugar certo, existirá em algum momento

Encontros e desencontros, sonhos, expectativas

Dependem do lugar e momento certo

É a Graça da Vida

 

Porque não sorrir destas máximas

É o mistério , que atrai

A impossibilidade por encanto se transforma, no possível

As cores mudam, ficam vivas

A musica é outra, sons de pura felicidade

O ontem desbotado é vaga lembrança

Não nos aguentamos em nós mesmos

Expandimos o que temos de melhor

Renovamos , recriamos e sonhamos

É a Graça da Vida

 

Feliz Ano Novo a todos que acreditam na Graça da vida

Renovaremos, no momento e tempo certo

O mistério é a surpresa

É a Graça da Vida

 

.