quinta-feira, 26 de abril de 2012

Hei de me rebelar

 

Aceitação...
Nada mais... Nada menos...
Não me cabe ir além
Nem ousaria retornar
Posto está...
Branda e delicada
Doçura lasciva e impiedosa
A alvoroçar

Hei de me rebelar

Fernando Shook

‘Aquilo que eu ouso
Não é o que quero
Eu quero o repouso
Do que não espero. ’ Vinicius de Moraes

terça-feira, 24 de abril de 2012

Teia

 

image

Criamos a teia para nos relacionar, quando bastaria único fio de sinceridade para nos ligar.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

FRASES III

 
De que adianta promessas de fim de ano, se nem bem começa o ano, e precisamos de certo esforço para lembrar quais foram.


Como é difícil ter vontades próprias, acho que estava desacostumado, no inicio parece egoísmo. 
Quem sabe eu me acostume com a sensação.

A inquietude deveria ter prazo de validade.


Não sei se sou inteligente, sábio ou tolo, não mesmo!
Só sei que sou inquieto com a vida.


Aprendi a respeitar minhas vontades, não que o mundo deva girar à minha volta, mas, pelo menos faço por merecer cada giro.


A idade me traria a maturidade e tantos outros adjetivos relacionados, e estou eu a ter devaneios, divirto-me com as peripécias que me proporciono. Sinto-me vivo e inquieto, não me satisfaço, hilário este poder, de ser, simplesmente ser, e acreditar  que tudo é possível.

Nem Deus está só  ...

A loucura persiste... Não foi devaneio...

Aguente as consequências...  Essa é a melhor parte, delicio-me com elas...

Loucura?   Não seria excesso de sanidade camuflada?

Equilíbrio de egos inchados, Deus que se cuide...


A dor mais profunda é a agonia do não saber

Deem-me soluções, lhes darei dúvidas.


O imperfeito se impõe na medida em que nos afastamos de nossas convicções, pois, a perfeição está em nós mesmos.
Somos seres perfeitos por natureza.


A inquietude nos deixa em estado liquido, preenchemos espaços antes vazios.


Ha o tempo certo. Mesmo que por ele tenha passado. Agarra-se a inocência do sonhar. Brisa de esperança

Frases desbotam e brotam
Dormindo em fugas e vazio de promessas
Vivo na audácia do sonhar.


Se soubesse as respostas, não estaria a escrever, na real, tudo que escrevo são duvidas, as certezas, essas as guardo para mim.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Viver como nos filmes

 

filme2

Desta vida lida e relida, vivi contos e histórias, lindas e maravilhosas, de menino sonhador a este ser maduro, ainda a escrever sonhos de menino que nunca abandonei, que me fazem ser o que sou ou o que imagino ser.

O roteiro deste filme, é escrito a cada dia, não há futuro, claro não nego meus sonhos, com os quais me acalento e sem os quais não sobreviveria provavelmente.

Única cena que não ouso a imaginar, é o ‘gran finale’, em que terei milésimos de segundos à rebobinar tal vida, curiosidade mais do que apreensão, por esse momento, em que finalmente , saberei se realmente fui o que imaginei ser.

 

‘Metade de mim é partir, e a outra metade saudade’

‘Metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que cala’

‘Metade de mim é o que penso, a outra metade vulcão’

‘Metade de mim, é a lembrança do que fui, a outra metade não sei’

‘Metade de mim é abrigo, outra meta é cansaço’

‘Metade de mim é plateia, e a outra metade canção’

‘Que minha loucura seja perdoada’

Porque

Metade de mim é amor, e a outra metade também’

‘Metade’, Oswaldo Montenegro

..

terça-feira, 17 de abril de 2012

Como se mede o Tempo

 

relogio

Só ha três formas de se medir o tempo :

Quando estamos felizes, o tempo voa e a distância entre dois pontos é menor.  Alegre

Quando estamos infelizes, o tempo para e a distância entre dois pontos  maior. Smiley triste

Quando estamos loucos,  o tempo não existe e não nos importamos com pontos.Smiley confuso

Desta forma, conclui-se :
'O tempo é relativo e não pode ser medido exatamente do mesmo modo e por toda a parte.'
Albert Einstein

segunda-feira, 16 de abril de 2012

No céu não existem só estrelas

 

LUACUEESTRELAS

No alento das palavras surge a tranquilidade da descoberta, o anseio de perceber o que está a sua frente, como a mais bela obra prima ainda não valorizada, que está ali, esplendida, e passa despercebida aos olhos da ignorância.

E neste jogo, a simplicidade de viver nos transmite o verdadeiro valor que uma árvore em meio a escuridão pode nos propiciar, a ponto de esperarmos os olhos se adaptar na noite estrelada.

Afinal, quem um dia dirá a quantidade exata de estrelas nesta magnifica imensidão?

 

‘Não é de minha autoria, e sim da lua’

Rendo-me às incontáveis estrelas

 

estrelas-thumb

Rendo-me às incontáveis estrelas, e sob o manto delicado do luar, observo o contraste da montanha obscura, contorno nunca revelado, que enseja o jogo da procura, e com certa graciosidade meus olhos hão de discernir o vulto que me faz sonhar.

Sem receio entrego-me e absorvo-me, abandono a lógica, e agora flutuo á ermo entre sombras e toques, envolto na certeza do incerto, descoberta sem vontades, esvaio-me pelo encanto do momento, nada mais importa, o mundo revela-se em incontáveis vertentes que fluem ao caudaloso rio dos pensamentos.

Há quem diga que será parte das emoções a serem vividas ou quem sabe será lembrança de noite de verão, a simples existência por si só me deixa embriagado, absorvo em goles de sede ilógica, não há consequências , insiro-me nesta vida,  e nada será como dantes.

Sorrio tranquilo das certezas do porvir.

 

domingo, 15 de abril de 2012

Diálogos descomprometidos com minha querida filha

  

Transcrevo ás vezes minhas conversas com a filha, a fim de que esses momentos sejam eternizados, e sempre que posso releio, para lembrar , que tem certas pessoas que por afinidade nos conhecem tão profundamente, que as vezes parecem ser nós mesmos.

És minha filha.

+-

 

-Ontem me acabei com literatura de Fernando pessoa, eu me identifico e viajo com ele

+Heheheheh eu vi umas aqui no face

+Imaginei q você andava passeando mentalmente

-não chego aos pés de Fernando pessoa

-quem sabe um dia, consiga me aproximar nem que seja apenas sombra no horizonte

-já estava feliz

-alias, teu pai, procura a vida toda, achar um jeito de pelo menos ser uma sombra no horizonte, para que eu me possa ver

-Essas frases voam , veem, somos pura emoção, travestidos da lógica e razão

+Eu sei

+Uma boa maneira de ver a sombra que você produz, é se colocar de frente à luz.

-temos que ter olhos para tanto

-vale a máxima, o pior cego, é aquele que não quer escutar

-pai inspirado, dirigindo, imagina o resultado, ACDC na caixa ehiehiehieihehiehie

-da-lhe DJ

+Pooo, Fernando pessoa e você me põe acdc? Aí não

-ahhh o que seria do mundo, se existisse só o amarelo filha

-VIVA AS DIFERENÇAS

+Mas você não precisa apelar pro cinza

+Blé

+A diversidade em si é burra, se não for pra algo de fato útil

-ahhh filha, a teoria da utilidade

-aihaehiaeihae ai ai ai ai ai

+Se não seria como os q dizem " o q seria do mundo se só existisse o bem"

-que utilidade tem a morte

+Muita! Pensa uma pessoa q seja q não morresse

+Viraria o maior tirano

+Ou seja, a morte é algo bom

+Não ruim

-Somos tiranos de nós mesmos, ao não nos propiciar a vida que sonhamos

+Sim, pode ser

+Mas isso não tem nada a ver com o q falávamos. Hahaha

-nunca tem nada haver, nunca tem nada haver

-essa é a vantagem da loucura controlada

+A sua loucura não me engana. Hehehe

-Nem engana a mim mesmo

-Dela me sirvo, para justificar meus sonhos

-tu me faz sempre pensar

+E assim, a nada justifica. Volto ao q dizia antes: se não tiver uma boa utilidade, não vale.

-que utilidade tenho eu, sem me menosprezar, quando utilizamos de egoísmo, hipocrisia, justificando desta forma uma 'vidinha', que utilidade isso pode ter ...

+Porque nessas horas eu deixo fluir a empatia e a voz do Senhor. Quem fala não sou eu, mas eu sou o autofalante.

+Troquemos a palavra utilidade por valor

-Deus, pode salvar esse dialogo, pois nós terrenos, não temos como resolver, tal equação

-queria eu poder transpor para esse nível

-Mas quem sabe, não tenha tal competência

+E está aí sua solução

+Ainda q nos humanos não sejamos uteis, pra Deus temos um valor q não podemos entender

+Por isso existimos

+Por isso você vive

-Sim , sou um ignorante , assumo tal responsabilidade, não consigo ver a luz no horizonte, por isso estou a procura da minha sombra. Quem sabe ? , eu não sei filha

+A ignorância é de todos. Só basta a motivação.

+E po... Acdc não

+Poe algo mais digno dessa conversa

-ACDC não me deixa pensar ehiehiehie

-a viagem fica só em paisagens

-bj

+Beijo e boa viagem

.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Que há fantasmas que não querem descansar !

 

fantasma_pillole_di_benessere2

Ouvi a frase

‘Que há fantasmas que não querem descansar !’

Em momento de reflexão descabida :

-afirmaria que os fantasmas existem, então, não há vida pós morte, meu sonho de retornar como leão, foi para o ralo, ou me deliciar no paraíso.

-que os fantasmas, apesar de sua forma etérea, tem necessidade de descansar, e de novo, a frustração , ter que dormi oito horas por dia, que desperdício fantasmagórico.

-fantasmas tem vontade, eles se revoltam , negando o descanso, pergunto-me nesse devaneio, será tão importante ficar a importunar os meros mortais, que já tem mais do que suficientes problemas neste flash de vida.

-E quase complementando, acredito que a grande maioria de fantasmas descansam, e para nosso alento, tal afirmativa abre possibilidade de evidencias da existência do paraíso, pois, lá há descanso e no inferno por lógica não se descansa. (A frase é afirmativa quanto a descanso, não abre possiblidade há mais nada.)

E finalmente :

‘Quem foi o autor da frase’ , que presenciou tal revolta, privilegiado que é , em conhecer o além, pois, percebe-se , que o mesmo tem acesso a esse seleto grupo de revoltados imortais.

Afim de não negar o descrito e por analogia aos fatos, teremos atitudes diversas ao que estamos acostumados, quando no meio da noite escutar ruídos, pode não ser um assaltante, mas algum renegado fantasma errante.

 

 

.

Sonhar

 

Deserto

 

- I

As possibilidades sempre são na proporção de nossas reais expectativas.

 
E o sonhar nos tira qualquer proporção
.

 

- II

Estar de pés descalços na areia quente

Sem horizonte

Ainda assim, o pulsar em nosso peito

Encoraja o próximo passo

Mesmo reduzido à instintos

 

- III

No aconchego do solo quente

Algum canto sem encanto

Não importa mais

Nossa mente nos leva à sonhos vívidos

Que nos fazem desperceber os reclamos de nosso corpo à mingua

Ainda assim, sem o pulsar cosntante, nos elevamos

Sonhamos tão distante que a realidade é sonho.

 

.

O lugar

O lugar

Lá estava eu
O copo com agua e o lugar
Bela representação

Na foto, visualizei o resumo de espaço e tempo
Faltavam elementos de vida
Havia silencio

Cores difusas, pensamentos sem alento


..........

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Inabalável incerteza

 

Queria ter certeza, confiança no certo

Só queria !

Hoje aprofundo-me em certas regalias

Em que o medo já não interfere

Não há senões

Nem posso qualificar de que arrisco , afinal hoje acredito que tal fato só ocorreria quando temos a consciência do caminho

Há o simples andar, sequencias de atos , nada mais

Liberdade da mais profunda e inabalável incerteza

Resta-me a curiosidade, dantes nunca tentada

A vil necessidade de mergulhar em êxtase

Compelido à descobrir ou ser descoberto.

terça-feira, 3 de abril de 2012

O tempo é viscoso

 

Todas as tardes, de certa forma são iguais, mesmo com chuva ou sol

Não vejo diferença, só minhas obrigações me consomem

Mas, hoje percebi que tem algumas raras tardes que são diferentes

Sensação que o ar é mais rarefeito, nada tem a mesma velocidade

O caminhar do atleta à beira mar, é ritmado

O casal de mãos dadas, estão mais juntos

O vendedor de milho, sentado com o olhar perdido nas ondas

As folhas de palmeira, não se movem

O tempo é viscoso

Meus pensamentos acompanham tal harmonia

O tempo parou, não sei dizer

Não há ontem e nem me lembro do amanhã

E o hoje, está escorregando devagar