sábado, 27 de outubro de 2012

Que porra é essa ‘minha vida tem que ter significado’



Que porra é essa ‘minha vida tem que ter significado

Estudei, trabalhei, estressei, casei, tive filhos, ainda me ocupo, e a pergunta ainda no ar, que porra é essa de ter ‘significado na vida’, será que todos têm que ser Madre Tereza de Calcutá, Thomas Edson ou Gengis Kan.

Ser o melhor está em nossa natureza, contento-me em ‘ser’, simplesmente ‘ser’, faço da minha existência o meu melhor, percebo quanto a vida é significante e tão insignificante na temporalidade do universo. Já não é suficiente?

Atrás do significado da vida, exigimos-nos a ponto de conseguir piorar o que pode ser bom, frustrados de alguma forma levamos ao extremo tal sentimento.

Será que podemos nascer, viver e morrer como desejamos, ‘um ser humano’. É tão anormal isso?

Abro mão das crenças e crendices, vivo e convivo com meus atos, o certo e errado são consequências de nossas atitudes CONCIENTES, então, siga o que a tua alma ou consciência lhe diz, e terá achado o significado do viver, sua existência não será em vão a ti mesmo, que nos finalmente é o que importa.

E aqueles que possam dizer que viver conscientemente da forma exposta é egoísmo, respondo ‘respeitai o próximo como a ti mesmo’, acho que encerra o assunto.