quarta-feira, 23 de abril de 2014

Sentindo febre

Sentindo febre sem motivo aparente fui ao farmacêutico, perguntou-me qual era o sintoma e sucintamente descrevi “rotina de dias iguais, surpresa que não acontece, baixa imunidade social pela falta de exposição, períodos de insônia no sonhar, cansaço de tentar mais uma vez, distúrbio de humor pela falta de boas piadas, hipersensibilidade à falsidade e mentira.”.

Entre sorriso irônico e a calma de monge, ele recomenda o remédio “Recomeçar”, tomar diariamente em dose única e não havendo restrição de idade no uso.

(F.Shook)


segunda-feira, 14 de abril de 2014

Se agir

 
Bom dia,
Se agir como ontem, será que poderei ter o amanhã diferente?
Se acreditar que o passar dos dias me fará aprender, não vai me faltar tempo?
Se transformar meu “agir”, talvez o amanhã seja diferente do ontem.
(F.Shook)
 
 

terça-feira, 8 de abril de 2014

Decisões


As decisões que envolvem o sonhar, acreditar e realizar nunca está envolta de olhares bondosos e ainda assim decidimos no que acreditamos.
Se falhamos damos razões aos olhares, se não, a hipocrisia do 'estamos juntos' vem à tona.
Mas, nem por isso deixamos de fazer, pois, por ser decisão solitaria, a fazemos por nós e não por ninguém.

 
(f.shook)

Quando nos achamos espertos



Quando nos achamos espertos, não entendemos significados.
Quando nos achamos inteligentes, não deciframos significados.
Quando nos achamos tolos, debochamos de significados.
Quando somos humildes percebemos no acaso significados que nos permitem ir além.
Conhecer a direção e ignorante quanto ao destino.
 


(F.Shook)

Sonhei alcançar as estrelas

Sonhei alcançar as estrelas, almejei mais, chorei a derrota e conclui que na complexidade que criei no desejar, deixei de sentir o cheiro da terra molhada em tardes chuvosas de verão.
Por mais que eu possa complicar a simplicidade é simples.

 
(F.Shook)

O óbvio

O óbvio é difícil de perceber!
No encantamento de desejos vamos que vamos, até o momento em que se pergunta, por quê?
Preencher o tempo é desperdício de vida!
(F.Shook)



 
Foto: Bom dia.
O óbvio é difícil de perceber!
No encantamento de desejos vamos que vamos, até o momento em que se pergunta, por quê?
Preencher o tempo é desperdício de vida!
(F.Shook)

Já tive pressa

Já tive pressa nesta vida, hoje tenho pressa de não ter pressa.

Achava que tudo acontecia no meu tempo, puro egoísmo!
E cantava aos quatro ventos:
"Quem sabe faz a hora , não espera acontecer"

Não entendia que "saber fazer a hora" é respeitar o momento alheio e "fazer acontecer" não é singular é plural.
 
 (F.Shook)